Logo venho, Esteja preparado

Paz meus irmãos em Cristo.

Venho aqui para contar um testemunho, na ultima quinta feira estava orando no meu quarto, e senti a presença de Deus, que começou a falar comigo.

Eu agradeço a Deus por essa experiência, pois quem é um simples ser humano para que o Altíssimo se preocupe conosco, quanto mais ter a honra de ele falar conosco, como esse Deus que servimos é maravilhoso,  que a ele seja dada toda honra, todo louvor e toda a adoração para todo sempre.

 O Senhor fala assim para você nesse momento: Eis que logo Venho, Virei sem demora para buscar os escolhidos de meu Pai, Venho para buscar a minha igreja que se encontra nesse mundo de iniquidade.

 Mas serão poucos os que realmente estarão prontos para esse glorioso dia, por isso meu filho perseverai e permaneça na presença do Senhor, buscai-me de todo coração e Eu me chegarei para perto de ti. Estejais certos de que venho sem demora, pois é chegada a hora. E assim como o ladrão que vem a meia noite, Virei quando não estiverem preparados e surpreenderei a muitos, como também aconteceu na época de Noé todos se casavam, trabalhavam e viviam a sua vida sem preocupação, até lhes veio a destruição, em um piscar de olhos virei e arrebatarei aqueles que tem sido Fieis ate o fim.

 Por isso buscai me enquanto se pode, pois chegara o dia em que me buscaram mais não poderei ser encontrado, permanecei firme ate o fim, pois aos justos será dado a vida eterna e recebereis o Galardão da herança e coroa da Gloria, não desanimeis, pois satanás se levantara contra ti, mas maior é aquele que esta contigo, do que aquele que no mundo, pois eu sou o Alfa e Ômega, o Principio e o Fim, Eu sou o Deus todo Poderoso e a destruição da antiga serpente (satanás) se aproxima.

Não te preocupeis, pois estarei contigo ate a consumação dos séculos, e farei novas todas as coisas e haverá um novo Ceu e uma nova Terra e tudo passara, não haverá mais sofrimento, nem dor, nem morte, nem fome. E me veras face face.

Perseverai na fé, não sera fácil, no mundo tereis aflições mais tende bom animo, pois Eu venci o mundo. Maior será a recompensa para aqueles que serão salvos, do que todos as riquezas e os prazeres que esse mundo pode oferecer.

É isso que Deus tem para te dizer hoje, lindo mesmo, que Deus nos de forças para estarmos firmes nesse grande dia que se aproxima.

Deus tambem meu deixou esse versículo no meu coração para meditarmos.

Mateus capitulo 24 versículo 3 – 14

 O principio das dores:

 No monte das oliveiras, achava-se Jesus assentado, quando se aproximaram dele os discípulos, em particular e lhe pediram: Dizei-nos quando sucederão estas coisas e que sinal haverá da tua vinda e da consumação dos séculos.

 E ele lhes respondeu: Vede que ninguém vos engane. Porque muitos virão em meu nome dizendo: Eu sou Cristo e enganarão a muitos. E certamente, ouvireis falar de guerras e rumores de guerras, vede, não vos assusteis, pois é necessário assim acontecer, mas ainda não é o fim.

Portanto se levantara nação contra nação , reino contra reino e haverá fome, terremotos em vários lugares, porem tudo isso é o principio das dores.

“Então eles os entregarão para serem perseguidos e condenados à morte, e vocês serão odiados por todas as nações por minha causa.

Naquele tempo muitos ficarão escandalizados, trairão e odiarão uns aos outros, e numerosos falsos profetas surgirão e enganarão a muitos.

Devido ao aumento da maldade, o amor de muitos esfriará, mas aquele que perseverar até o fim será salvo.
E este evangelho do Reino será pregado em todo o mundo como testemunho a todas as nações, e então virá o fim.

Que toda honra e toda gloria seja dada a Deus

Que Deus te abençoe, e lembre-se Jesus te ama.

Se gostou compartilhe e deixe o seu comentário

 

Anúncios

Buva

Nome científico Conyza bonariensis

Nome comum: Buva

Família: Asteraceae

 
 

IMPORTANCIA

Conyza bonariensis é uma espécie de planta daninha do gênero Conyza, pertencente a família Asteraceae. Com freqüência, elas infestam pomares, vinhedos e outras culturas, como milho, soja e algodão e, também, culturas forrageiras, pastagens e áreas não-cultivadas. É conhecida pelo nome vulgar avoadinha-peluda.

É nativa da América do Sul e ocorre de forma abundante na Argentina, no Uruguai, no Paraguai e no Brasil. Neste, sua presença é mais intensa nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Ela também está presente na Colômbia e na Venezuela, onde infesta lavouras de café.

Atualmente tem apresentado problemas em seu controle químico pelo fato de ocorrência de biótipos resistentes a herbicidas, principalmente ao glifosato. Métodos alternativos de controle vem sendo pesquisados em diversos locais do Brasil e do mundo. Sabe-se que para evitar tal problema o mais aconselhável é a rotação no uso de herbicidas ou ainda a mistura de produtos, misturando assim princípios ativos e assegurando-se do controle.

CARACTERISTICAS BOTANICAS:

São ervas decumbentes ou erguidas de até 2 metros de altura, com caules simples ou ramificados, mas sempre pubescentes. As folhas são alternas, com lâmina simples, inteiras ou pinatifida. Os capítulos se dispõem em cimas paniculadas, corimbiformes ou espiciforme; desde poucos até muito numerosos.

O tamanho dos capítulos depende da quantidade de sementes que os formam,

existindo diferenças nas quantidades entre as diferentes espécies. O fruto é uma cipsela pequena, leve, comprimida com margens engrossadas, fornecida de papus constituído por numerosas cerdas finas. O papus é uma modificação

do cálice da flor que facilita a dispersão da semente pelo vento. O fato das sementes serem leves faz com que elas possam permanecer suspensas no ar e serem levadas a grandes distancias.

 

 

azaleia

    • Nome Científico: Rhododendron simsii
    • Nomes Populares: Azaléia, Azaléia-belga
    • Família: Ericaceae

     

    IMPORTANCIA


    As azaléias são arbustos de folhagem verde-escura e floração abundante. Suas flores simples ou dobradas podem ter cores diferentes, como branco, rosa, vermelho ou mescladas. Há muitas variedades com portes diferentes também, umas mais pequenas para plantio em vasos e para formação de maciços e outras maiores capazes de formar cercas vivas. É uma planta muito utilizada também para a técnica milenar do bonsai.

    Devem ser cultivadas sob pleno sol, em solo composto de terra de jardim e terra vegetal, com regas regulares, não é necessária a calagem já que os rododendros e azaléias apreciam solos ácidos. As azaléias ainda apreciam o frio e podem ser podadas com cuidado e sempre no final da floração. Multiplicam-se por estaquia.

    CARACTERISTICAS BOTANICAS

     

    A azaleia é um arbusto de flores classificadas no gênero dos rododendros, existem azaleias de folhas caducas e azaleias perenes. É um dos símbolos da cidade de São Paulo, assim declarado pelo prefeito Jânio Quadros.

    Uma das diferenças principais entre as azáleas e as demais espécies de rododendros é seu tamanho e crescimento da flor. Os rododendros desenvolvem inflorescências, enquanto a maioria das azaleias têm floradas terminais – uma para cada talo. Apesar disso, brotam tantos talos que durante as estações em que florescem formam uma sólida massa colorida que variam entre magenta, vermelho, laranja, cor de rosa, amarelo, lilás e branco.

    As flores híbridas de azaleia se desenvolvem durante centenas de anos. Essas mudanças genéticas feitas pelo ser humano produziram mais de 10 mil espécies cultivadas. Também podem ser recolhidas e germinadas as sementes.

    Nome Científico: Rhododendron simsii

  • Nomes Populares: Azaléia, Azaléia-belga
  • Família: Ericaceae

 

IMPORTANCIA

 

As azaléias são arbustos de folhagem verde-escura e floração abundante. Suas flores simples ou dobradas podem ter cores diferentes, como branco, rosa, vermelho ou mescladas. Há muitas variedades com portes diferentes também, umas mais pequenas para plantio em vasos e para formação de maciços e outras maiores capazes de formar cercas vivas. É uma planta muito utilizada também para a técnica milenar do bonsai.

Devem ser cultivadas sob pleno sol, em solo composto de terra de jardim e terra vegetal, com regas regulares, não é necessária a calagem já que os rododendros e azaléias apreciam solos ácidos. As azaléias ainda apreciam o frio e podem ser podadas com cuidado e sempre no final da floração. Multiplicam-se por estaquia.

CARACTERISTICAS BOTANICAS

 

A azaleia é um arbusto de flores classificadas no gênero dos rododendros, existem azaleias de folhas caducas e azaleias perenes. É um dos símbolos da cidade de São Paulo, assim declarado pelo prefeito Jânio Quadros.

Uma das diferenças principais entre as azáleas e as demais espécies de rododendros é seu tamanho e crescimento da flor. Os rododendros desenvolvem inflorescências, enquanto a maioria das azaleias têm floradas terminais – uma para cada talo. Apesar disso, brotam tantos talos que durante as estações em que florescem formam uma sólida massa colorida que variam entre magenta, vermelho, laranja, cor de rosa, amarelo, lilás e branco.

As flores híbridas de azaleia se desenvolvem durante centenas de anos. Essas mudanças genéticas feitas pelo ser humano produziram mais de 10 mil espécies cultivadas. Também podem ser recolhidas e germinadas as sementes.

pinheiro

Nome científico: Araucaria angustifolia

Nomes comuns: Pinho, pinheiro-do-paraná, pinheiro-brasileiro, pinheiro-caiová, pinheiro-das-missões, pinheiro-são-josé.

Família Araucariaceae.

IMPORTANCIA:
Seu habitat natural é em florestas subtropicais, a uma altitude entre 500 e 1800 m, ocorrendo na parte leste e central do Planalto Sul – brasileiro, abrangendo Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, e em manchas esparsas em São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.
Nestes habitats cresce associado a árvores como: o cedro, a erva-mate, a canela, a imbuia e a palmeira-jerivá.

Comparado com o crescimento de outras coníferas exóticas, o desenvolvimento do pinheiro-do-paraná, se processa de modo relativamente lento, podendo atingir até 500 anos de idade.
CARACTERISTICAS BOTANICAS:
A árvore de porte altivo, com altura entre 24 e 35 m, excepcionalmente chega a 50 m. Com tronco reto e cilíndrico possui 1 a 2 m de diâmetro, apresentando casca grossa, resinosa, acinzentada, rugosa e fendilhada. Os galhos são longos levemente recurvados para cima, com densos tufos de folhas verde-escuras, lanceoladas e muito agudas.
Quando jovem, a planta possui copa cônica e à medida que atinge a idade adulta, toma o formato de taça ou candelabro, pela queda natural dos ramos inferiores que secam.

Sendo uma espécie dióica, o pinheiro apresenta exemplares machos que produzem flores masculinas popularmente chamadas mingote, pinheco, pichote, dedo, além de outras denominações e, flores femininas, as pinhas, com aproximadamente 20 cm de diâmetro, que pesando 1 kg, contém em média 120 sementes ou pinhões, sendo sua disseminação feita pelo homem; por aves como gralhas, maitacas, papagaios, tirivas, além de mamíferos como cutias, ratos, preás, ouriços, serelepes e macacos, garantindo a perpetuação da espécie.

Jeriva coquinho

Nome Cientítico: Syagrus romanzoffiana

Nome popular: Jerivá e coquinho

Família: Arecaceae

IMPORTANCIA

Jerivá e coquinho são dois nomes vulgares do Syagrus romanzoffiana, uma palmeira nativa da Mata Atlântica no Brasil, mas que pode ser encontrada em diferentes tipos de florestas, como restinga, floresta ombrófila densa, floresta estacional semidecidual, mata ciliar, mata paludosa, floresta estacional decidual, cerrado.

Esta planta pioneira ocorre em solos muito úmidos, brejosos ou inundáveis.

Também é chamado de baba-de-boi, coco catarro, coqueiro, coqueiro-gerivá, gerivá, coquinho ou jeribá.

Folhas de 2-3 m de comprimento, espádice (cacho) de 80-120 cm de comprimento. A madeira é moderadamente pesada, dura e altamente resistente. Com grande durabilidade em água salgada. É utilizada localmente no preparo de estivados sobre os solos brejosos, pinguelas e trapiches em água salgada. É também altamente decorativa, que aliada a facilidade do transplante quando adulta, a transformaram na palmeira mais empregada na arborização urbana.

CARACTERISTICAS BOTANICAS:

Palmeira solitária de até 30m de altura, de estirpe ereta e cilíndrica, folhas pinadas verde-escuras e crespas, usada como cobertura; inflorescências amarelas e frutos drupáceos comestíveis; o palmito é amargo e comestível, e dos frutos abtém-se xarope expectorante.

O fruto é amarelado e ovalado, avidamente procurado por diferentes espécies de animais, o que a torna recomendável para o plantio em agrupamentos mistos de áreas degradadas de preservação permanente.

Floresce quase o ano inteiro, porém com maior intensidade nos meses de setembro à março. A maturação dos frutos ocorre predominantemente nos meses de fevereiro à agosto. Os frutos maduros, podem ser colhidos diretamente na árvore ou no chão e sem despolpá-los podem ser utilizados para germinação de novas mudas.

http://www.portalsaofrancisco.com.br/alimentos/jeriva

Hibisco

Nome Científico: Hibiscus rosa-sinensis

Nomes Populares: Hibisco, Graxa-de-estudante, Hibisco-da-china, Hibisco-tropical, Mimo-de-vênus

Família: Malvaceae

IMPORTANCIA

O hibisco é a flor símbolo do Havaí. Além disso é umas das plantas mais cultivadas nos jardins brasileiros, devido ao seu rápido crescimento, beleza e rusticidade. Há um grande número de variedades, que podem apresentar folhas estreitas ou largas, variegadas ou não e flores das mais diversas formas, tamanhos e cores.

A floração estende-se por todo o ano e as flores são sempre solitárias. Versátil, adapta-se às mais diversas funções paisagísticas, servindo como excelente cerca-viva, arbusto, renques, composições ou simplesmente como planta isolada em vasos.

CARACTERISTICAS BOTANICAS

O hibisco tropical é uma planta lenhosa, muitas vezes descrita como uma árvore pequena ou arbusto grande. Uma planta adulta, em geral, desenvolve uma forma arredondada, tendendo a ser vertical. Quando adulta, atinge de 1,5 a 4,5 metros de altura. Com as centenas de cultivares ainda existentes, o hibisco tropical adulto pode crescer com densa ramificação, com uma silhueta arredondada ou baixa, formar montículos, mas espalhando sua forma com alguns ramos – tudo isto dependendo do cultivar. O córtex (casca) é marrom-acinzentado e, nas plantas grandes e velhas, torna-se uma espécie de cortiça.

 

A folhagem sempre verde do hibisco tropical assemelha-se a pontas ovaladas. A lâmina foliar é larga, oval, afilando-se até tornar-se pontiaguda. A base da folha, onde ela fixa o pecíolo ao tronco, tem forma arredondada ou de cunha. As bordas foliares não têm imperfeições ou, o que é mais comum, apresentam um serrilhado miúdo e esparso. As folhas do hibisco tropical nunca exibem lobos. Cada folha tem, em média, de 7,5 a 10 cm de largura.

 

Tomate

Nome cientifico: Solanum lycopersicum

 

Nome vulgar: Tomate

 

Família: Solanaceae

 

IMPORTÂNCIA:

 

Em 2011, 159 milhões de toneladas de tomate foram produzidas, sendo que a cultura é cultivada em mais de 4,7 milhões de ha em mais de 170 países diferentes. A produção mundial total tem aumentado em mais de 35% ao longo dos últimos dez anos. O maior produtor é a China com 48,4 milhões de toneladas, seguido pela Índia com 16,8 milhões de toneladas.

A produção brasileira de tomate para industrialização, ou tomate rasteiro, começou em Pernambuco, no município de Pesqueira, no final do século XVlll. Porém, a cultura experimentou um grande impulso apenas a partir da década de 1950, no Estado de São Paulo, viabilizando a implantação de diversas agroindústrias. Na década de 80, ela expandiu-se na região Nordeste, especialmente em Pernambuco e no Norte da Bahia.

Atualmente, a maior área cultivada com tomate industrial está na região Centro-Oeste, onde o clima seco durante os meses de março a setembro favorece o cultivo do tomateiro. Os solos profundos e bem drenados e a topografia plana facilitam a mecanização e permitem o uso de grandes sistemas de irrigação.

 

CARACTERISTICAS BOTANICAS:

 

O tomate é uma planta com caule flexível, com muitos ramos laterais recobertos de pêlos e de uma substância um pouco pegajosa. As flores são pequenas e de cor amarela e se agrupam em cachos. Os frutos são do tipo baga, que podem ter cor vermelha, amarelada ou rosada. A sua forma pode variar entre oval, redondo e achatado. O tamanho dos frutos também pode ser muito diferente, desde umas gramas (tomate cherry) a mais de um quilo no chamado ‘Coração de Boi’.

https://sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br/FontesHTML/Tomate/TomateIndustrial_2ed/importancia.htm

 

Lirio

Nome cientifico: Lilium sp

Nome vulgar: Lirio

Família: Liliaceae

IMPORTÂNCIA:

lírio é a flor favorita de muitas pessoas, pois possui uma grande variedade de cores e por ser uma flor muito bonita, com uma fragrância doce e inconfundível. Trata-se de uma planta que necessita de algum sol para se desenvolver, mas isso não impede que ele seja cultivado em locais com pouca sombra. De origem norte americana, asiática e europeia, os lírios são flores com características muito diferentes, existindo cerca de cem tipos de espécies, com diversas cores e mesclagens.

Essas cores e mesclagens vem aumentando, a cada dia, devido aos cruzamentos artificiais. Por esse e outros motivos, é uma flor muito procurada, seja para ser usada como enfeite dentro de casas ou para serem plantadas em jardins. Quando cultivadas, dependendo da espécie e do local, os cuidados e o cultivo são diferentes, pois alguns lírios crescem naturalmente nos campos e, por isso, são mais rústicos e não demandam tanta mão de obra, simplesmente florescem; já outros, precisam de maiores cuidados e atenção.

A importância dessa cultura, tanto para o mercado quanto para o floricultor, encontra-se no fácil manejo, baixo custo de produção, ciclo curto e retorno econômico rápido, além de possibilitar a produção comercial de bulbos para o mercado interno e externo.

CARACTERISTICAS BOTANICAS:

Eles apresentam folhas grandes, lanceoladas e lisas, uniformemente distribuídas ao longo da haste floral. As flores terminais, podem ser solitárias ou em grupos, dependendo da variedade e são muito perfumadas, seu formato pode ser plano, de trombeta, cálice ou turbante. As cores das flores também são bastante variadas e as mais comuns em cultivo são a laranja, a amarela, a branca, a vermelha e a rosa, com ou sem pontilhados.

http://www.jardineiro.net/plantas/lirio-lilium-sp.html

 

 

cana de açucar

Nome cientifico: Saccharum officinarum

Nome vulgar: cana de açúcar

Família: Poaceae

IMPORTANCIA:

O Brasil é, hoje, o maior produtor de cana-de-açúcar do mundo. A cana de açúcar é utilizada na produção de açúcar, álcool combustível e, mais recentemente, biodiesel.

O etanol tem sido cada vez mais importado por nações de primeiro mundo que visam a reduzir a emissão de poluentes na atmosfera e a dependência de combustíveis fósseis. Todavia, o baixo custo é conseguido por vezes pelo emprego de mão de obra assalariada de baixíssima remuneração. Sendo assim a cana de açúcar é uma alternativa economicamente viável para a redução da emissão de gases poluentes, pois não gera emissões de gases poluentes enquanto está sendo utilizada em veículos por exemplo.

Uma tonelada de cana-de-açúcar produz aproximadamente 80 litros de etanol, sendo que um hectare de terra produz 88 toneladas de cana-de-açúcar. No total, são produzidos 7 040 litros de etanol por hectare. A Organização das Nações Unidas relata que, em 2010, o valor da produção brasileira foi de aproximadamente 23 bilhões de dólares dos Estados Unidos, seguido da produção indiana, superior a 8 bilhões de dólares dos Estados Unidos.

CARACTERISTICAS BOTANICAS:

As raízes da cana são fibrosas (sistema radicular fasciculada. O talo é a parte mais importante da planta, constitui o fruto agrícola da mesma, nele se encontra armazenado o açúcar. Está formado por entre-nos que variam em longitude, grossura, forma e cor segundo a variedade. Os entre-nos estão unidos por nós, lugar onde se enxertam as folhas. Nos nós encontramos a gema que é importante na propagação da planta.

Se fazemos um corte transversal do talho, observa-se a medula ao centro formada por um tecido esponjoso que contem sumo rico em açúcar.

Dos nós do talho brotam-se as folhas; estas são lancetadas, lineares, largas e agudas. Apresentam um nervo na veia central forte, dispostas no talho de forma alternada. A sua cor é verde e vai variando de tonalidade de acordo com a variedade e as condições de desenvolvimento da planta.

A florescência da planta aparece em forma de panícula (guino) que se desenvolve a partir do último entrenó. A forma da mesma é característica de cada variedade, pelo qual serve também para sua identificação.

 

https://pt.wikipedia.org/wiki/Cana-de-a%C3%A7%C3%BAcar

 

Mamona

Nome cientifico: Ricinus communis

Nome vulgar: mamona

Família: Euphorbiaceae

IMPORTANCIA:

O seu principal produto derivado é o óleo de mamona, também chamado óleo de rícino. Embora seja usado na medicina popular como purgativo, este óleo possui largo emprego na indústria química devido a uma característica peculiar: possui uma hidroxila (OH) ligada na cadeia de carbono. Outra importante propriedade do óleo de mamona é ser composto entre 80 e 90 por cento de um único ácido graxo (ácido ricinoleico), que pode ser usado como matéria prima para a produção de biodiesel, mas a quase totalidade do óleo de produzido no mundo tem sido utilizado pela indústria química para produtos de maior valor agregado.

A semente é tóxica devido principalmente a uma proteína chamada ricina, que quando purificada é mortal mesmo em pequenas doses. O óleo é de difícil digestão (provoca diarreia), mas o maior risco na ingestão da semente é a toxina ricina.  A ricinina é um alcaloide que pode ser encontrado em todas as partes da planta. Este alcaloide tem efeito sobre o sistema nervoso central e pode causar diversos efeitos como convulsão, melhoria da memória, falta de equilíbrio e outros. As maiores concentrações de ricinina são encontradas nas flores e em folhas jovens.

Os principais países produtores de mamona são a Índia (74%), a China (13%), o Brasil (6,1%) e Moçambique (2,5%) (2011, FAO), sendo os principais consumidores: China, Estados Unidos, França, Alemanha e Japão. No Brasil, a produção está concentrada no Estado da Bahia (67%), seguida do Ceará (15%), Minas Gerais (11%) e Pernambuco (3%).

CARACTERISTICAS BOTANICAS:

Plantas são arbustivas, glabras, frequentemente guarnecidas de polvilho ceroso, folhas grandes, alternas, longamente pecioladas, peltadas inflorescências quase paniculadas, androgênicas, flores monoicas, dispondo-se superiormente as femininas e inferiormente as masculinas com cálice 3-5 partido; estames indefinidos, compactos, densos, poliadelfos, filetes repetidamente ramificados, anteras biloculares, separadas, introrsas, quase esféricas. Flores femininas com cálice muito débil, caduco, ovário triloculado, estilete mais ou menos curto, estigmas bifendidos, raramente indivisos, afastados, peniformes. Sementes ovaladas, carunculadas, marmoreadas, com tegumento crustáceo e albúmen carnudo.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Mamona